peticao inicial 1
O Petição Inicial é para aqueles que precisam enfrentar o balcão do cartório, o processo, o juiz, o oficial de justiça, o cliente, os livros, a internet e as contas no fim do mês.

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Dicas do Prof. René Ariel Dotti

Ouvir o professor René Ariel Dotti é sempre um prazer. Além do conhecimento e da rica experiência, o professor irradia seu encantamento com a advocacia como arte e profissão. Dessa vez não foi diferente. Os que estiveram presentes no VIII Encontro Nacional dos Advogados Iniciantes em Maringá, nos dias 01 e 02 de Maio puderam, em dia de casa cheia, apreciar ensinamentos práticos em abundância.

Para os que não puderam comparecer, um extrato das dicas de aplicação imediata:

1 - O advogado deve ouvir com paciência seu cliente e a parte contrária;

2 - Nunca dar o diagnóstico na primeira entrevista com o cliente. A exceção de casos muito urgentes ou de simplicidade extrema, o parecer do advogado deve ser dado em uma segunda entrevista, após a análise dos fatos e elementos de prova;

3 - Não é aconselhável tomar atitude com base apenas na versão do cliente. É prudente reunir documentos e outros elementos de prova;

4 - A petição inicial deve ser clara e singela, sem exageros na extensão;

5 - Em caso de ofensas de colegas, juiz, ministério público, o advogado deve exercitar a paciência;

6 - Apesar de a Lei atribuir ao advogado a possibilidade de declarar a autenticidade de documentos, é recomendável que se faça a autenticação em cartório;

7 - Antes de uma sustentação oral deve-se juntar aos autos um roteiro de sua sustentação;

8 - Atuando em processo, o advogado tem um dever de fidelidade aos fatos;

9 - Havendo temor de indeferimento de perguntas em audiência se deve protocolar petição com as questões;

10 - O advogado deve recusar causas que lhe tragam algum tipo de conflito de consciência, seja por conhecimento com a parte contrária, seja por qualquer razão. O profissional deve atuar com a consciência tranqüila. O professor René Ariel Dotti fechou esse ensinamento com frase que faço questão de reproduzir: " Advogado com conflito de consciência é meio advogado, que fala metade e escreve não o suficiente".

São ensinamentos de uma praticidade que salta aos olhos. Deve integrar o "manual do advogado" e não só do iniciante. E teve muito mais.

Quem esteve no Encontro ainda pode desfrutar dos painéis de direito administrativo, criminal, processual civil, do trabalho, contemporâneo, eleitoral e fundamentos do direito, sem contar a conferência de encerramento do Advogado Nélio Machado sobre a imparcialidade do juiz diante de sua participação nos procedimentos investigativos, que deve ter sido imperdível, mas infelizmente não pude assistir.

96 comentários:

  1. Ser advogado hoje é desanimador! Pouca clientela e muita concorrência ! Dica para quem está se formando e pretende ser um mega advogado: não se iluda, a profissão é cretina, estou na labuta a 05 anos e não notei melhora. Há meses em que vc tira um valor razoável, outros nem sabe se vai poder pagar as contas! Primeira oportunidade to pulando fora!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caso voce seja um advogado da area civil e more em Sao Paulo, entre em contato comigo

      cilenealmeida2011@hotmail.com

      Excluir
  2. também acho, hoje advogado bem sucedido é só aquele em que o papai ou a mamãe deixam tudo prontinho de mão beijada. Aí é fácil dizer o contrário!

    ResponderExcluir
  3. ADVOCACIA É A PROFISSÃO MAIS INGRATA QUE ALGUÉM PODE TER. É UMA MERDA! TAMBÉM TO PULANDO FORA!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou começando a preparar para deixar o barco! Uma bosta de profissão!

      Excluir
    2. Concordo após mais de dez anos de profissão...é uma Merda....a justiça é muito lenta...a concorrência é muito grande...os clientes algumas vezes não compreendem o funcionamento do judiciário..e quase nunca querem pagar os honorários da forma devida...os juizes sempre diminuindo nossos honorários....é impossível advogar nesse País....se você pode nem começa a faculdade...se não tá bom nem pra Juiz que ganha 20.000 e poucos por mês imagina pra nós que as vezes não ganhamos nada....

      Excluir
  4. O professor René Ariel Dotti deu outro conselho em sua palestra que, no momento que escrevi a postagem, não achei interessante colocar, mas diante dos comentários acima, é uma dica oportuna: Aos que não estão satisfeitos ou não gostam da profissão, o melhor é sair, procurar outra coisa. O que importa não é ser um grande advogado, mas ser feliz.
    Se os colegas acima quiserem participar do sorteio do livro é só enviarem nome e número da OAB para o ptinicial@gmail.com. A autoria dos comentários não será divulgada e o autor do blog nem tem como identificar quem os escreveu.

    ResponderExcluir
  5. concordo com os colegas acima, pagamos 05 anos de faculdade para ter que aturar clientes mal educados e insatisfeitos, quando não pegamos os salafrários que dão calote na maior cara dura.
    O que recebi até hoje na profissão não pagou nem um ano de faculdade. PORCARIA DE PROFISSÃO!

    ResponderExcluir
  6. DICA PARA UM ADVOGADO INICIANTE: nem perca seu tempo abrindo escritório e gastando os tubos. Procure outra profissão.

    ResponderExcluir
  7. Prezados colegas: Li os comentários feitos acima. Realmente o Professor René é um exemplo a ser seguido. Tive a honra de ser seu aluno na Unicemp, no curso de pós graduação em , eu acho, 2003. A profissão de advogado não é ser rico, mas saber atender o rico, o pobre e , sobretudo, amar a profissão. Ser advogado criminalista , no meu caso, é muito mais do que ganhar dinheiro. Ser advogado é amargar dores sim, ter dias difíceis, contas , e muitas etc, mas sobretudo é entender o ser humano nas suas fraquezas , nos momentos difíceis. Se vc não consegue se entender com vc mesmo, imagine o que irá passar ao cliente que está desesperado , esperando sua ajuda. Talvez estes colegas que queiram tanto dinheiro não saibam que o amor a profissão, a persisntência, são o caminho e o dinheiro seja fruto disto. Com pouco mais de dois anos de atuação, entre dativos e constituídos, não consegui fortuna, mas posso dizer que minha alma se engrandeceu ao saber que pude ajudar com meus conhecimentos alguém que já não tinha esperança. Um abraço e repensem o que é ser advogado...iniciem pensando na profissão e não em dinheiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acabei de ler achei muito bonito num mundo hipótététético tipo Alice nos Peises das Meravilhas....porque isso é Brasil meu irmão...sem arroz e feijão no prato...quero ver tu ir trabalhar aguentando e resolvendo os problemas dos outros...acorda tenho mais de 15 anos de profissão....acorda....enquanto há tempoooo....

      Excluir
    2. eu concordo cm vc, profissão boa é a que nos da conforto e satisfação, passei no exame de ordem agora e estou lendo esses comentários, já há tempos q ouvias as indignações dos adv, vou é prestar concursos mesmo, to fora de advocacia;;

      Excluir
  8. alguem ai quer ser pedreiro entao?? uhahuahhuahua bando de reclamoes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou pensando seriamente em ser pedreiro apesar da vergonha de ser pós-graduado....tenho vergonha de ser pós-graduado entendeu??? não de ser pedreiro que é uma profissão até boa....pesada...mas boa...prefiro o cansaço físico e dinheiro no bolso que um infarto e a carteira vaazia..além da falta de consideração geral...porque apesar de conhecer muitos colegas honestos mesmo estão todos economicamente inviaveis...

      Excluir
  9. A baixa clientela e a alta concorrência são fatos existentes em todas as profissões.
    Não pensem que em outra área será tudo um "mar de rosas", ou invés de ficarem reclamando da profissão porque não se especializam, estudem, e vão perceber que ao longo da dedicação surgirão melhores clientes e melhores causas.
    Peter Druker dizia que a melhor forma de prever o futuro é criá-lo.
    Agora se no entendimento de alguns a idéia é criar com as próprias mãos sugiro que sigam as idéias do colega acima e virem um pedreiro. Mas lembre, também terão muita concorrência e baixos salários, e eventualmente terão que contratar um bom advogado para garantir seus direitos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não conheço nenhuma profissão que seja boa se você não gostar. Se você procura uma profissão pensando apenas no dinheiro e esperando que irá ganhar rios de dinheiro logo de início, está completamente no barco errado, pois em nenhuma profissão isso acontece.
      Amigos: o sucesso só vem depois de muito esforço, pois se fulano conseguiu sucesso, porque você cicrano também não conseguirá?... O pesssimista ver dificuldades diante das facilidades... Creio que muitos dos que relataram acima, são aqueles que não querem mais um atuando como advogado achando que irá perder cliente... egoísmo...

      Excluir
    2. Oi colega...acho que não é por aí...conheco uma penca de grandes profissionais que vivem muito mal financeiramente....estamos no Pais que mais tem advogados do Mundo!!!.....a profissão está inviabilizada....isso sem contar que se atrasar a conta da OAB aquilo vira uma montanha....pagar pra trabalhar pra mim é um absurdo....fora uma outra penca de problemas é só de advocacia tenho mais dez anos de prática e não melhora só piora...cada ano que passa!!!!!...bom a não ser que você seja antiético...daí...quem sabe com um padrinho bom consegue um bico de professor na faculdade, um cargo de assessor em tribunal, apareçe num programa de tv...ou defende traficante....eu to fora...primeira oportunidade séria de trabalho adeus a advocacia...quem quiser só uma perguntinha..reclame pro Bispo!!hahaha tô maluco...

      Excluir
    3. Escrevendo "apareçe" e com essa formatação, nem se você fosse o último advogado do mundo!

      Excluir
    4. tá vendo é uma profissão de merrdaaa mesmo...e a turma não ajuda no primeiro erro....o pessoal cai de pauuUuuuu!!!!!!!
      Agora que falei a verdade da profi...isso falei....não acredita gasta 5 anos na fac...uma grana danada.....e dispois....ainda tem que escrever bonitinho....tudo pra ser vaiado....rsrsrs to malucooo!!!!! EXMO.SR.DR....vai lá....vai....é o que te desejo vai advogar neste pais..."p" minusculo....e escrevo como quero...não é peteção....escrevo errado...tomaammm...zé ruela....hhahahahhahahhah

      Excluir
  10. Discorcordo totalmente dos comentários, pois para o bom profissional, aquele que busca se aperfeiçoar e se atualizar sempre terá espaço.
    É uma das profissões mais importante, a única prevista na CF.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. com certeza espaço no bolso vazio quer dizer....a profissão é linda o mercado um inferno....seja bem vindo ao grupo!!!! Não diga que não avisei...hahahahahahah to maluco. se não sair logo dessa profissão vou me jogar da ponte ou acabar numa clinica ..."manicômio".....Chega...parabéns pro blogeiro....o melhor da internet!!!!!

      Excluir
  11. Acho que essas pessoas que estão fazendo esses comentários incentivando as demais a não ingressarem na carreira jurídica, na verdade não passam de pessoas infelizes por não serem realizadas. Conforme foi dito acima (por outra pessoa), o advogado não deve pensar somente em dinheiro, mas também em sua função social. Será que o que você recebe de seus clientes ("clientes mal educados e insatisfeitos") não é o que você está passando para eles também? É uma troca, o que plantamos, colhemos! Então, antes de falar mal de uma profissão, pense melhor, pois as vezes o problema é com você e não com o mercado de trabalho. O bom profissional sempre terá o seu lugar reservado e êxito em sua carreira. Faça sua parte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que o mercado em que você faz compra, a loja do shopping que você frequenta, o restaurante que você come, terá a consciência de sua função social e entender quando não entra dinheiro ou cliente?

      Excluir
  12. Independnete de tudo que já foi falado vale a dica... Se você se acha é um advogado de quinta categoria que junta migalhas para tentar pagar as contas no final do mês. VOCÊ VAI SER!!! Abrir um escrotório e tocar a profissão é realmente um martírio. Para os muitos que conseguem, uma crítica... Não explorem os serviços de seus colegas de profissão pagando salários miseráveis. Hoje existem escritórios que pagam aos seus advogados menos que o que ganham frentistas de postos de gasolina. E para os advogados recém formados uma dica... Não aceitem essa situação. Por que há muitos que se submetem à percepção de salários miseráveis é que a profissão está ridicularizada. Ganhei muito dinheiro com a advocacia criminal e teria vergonha de pagar R$ 600,00, R$ 700,00 ou até R$ 1.500,00 à um advogado de meu escritório. Luto em meu estado por um piso mínimo ao advogado de R$ 2.500,00. Não me importo em dizer como ganhei dinheiro com a advocacia. A quem interessar contarei o segredo. robinsonvazmartins@gmail.com.

    ResponderExcluir
  13. Olha, ambos os lados tem razão. Por um lado, há os não-realizados e insatisfeitos não com sua formação, mas sim com a situação funcional do advogado nos dias de hoje. é fato que, além de um mercado de trabalho encolhido devido a fatores variados (classe média empobrecida, excesso de profissionais, etc)o advogado ainda tem que disputar com serviços públicos ou privados gratuitos que, na prática, encolhem mais ainda o mercado de atuação. Por outro lado, é muito fácil criticar quem está labutando, sem o devido retorno financeiro. Se existem advogados que recebem menos que frentistas, imagine aqueles que estão labutando por conta própria, com a clientela atual, e ainda enfrentam todo tipo de concorrência, não é? é fácil falar coisas como "seja dedicado" e generalidades típicas, quando a realidade é que, para além do amor a profissão,e sta tem que dar uma base razoável financeira, o que a advocacia, simplesmente, não proporciona hoje em dia. Tenho sete anos de formado, só consegui trabalhar em escritórios por dois anos, e hoje, estou desempregado há quatro, e isto porque moro numa grande região metropolitana. Acusar a mim, e outros, de incopetência é muito fácil e cômodo, ainda mais, quando se conta com o escirtório de mamãe e papai.

    Sejamos Realistas, advocacia, hoje em dia, é profissão desvalorizada, o que as pessoas que fazem direito querem mesmo é sinecura de concursos públicos. É uma situação emdonha sim, mas não podemos culpar apenas os bravos que ainda ousam advogar num mundo sem perspectivas.

    ResponderExcluir
  14. Aos que reclamam da profissão.... acredito que existam bom advogados e os que se formam, montam escritorio e esperam as oportunidades "cair do céu". Nada é ingrato ou ruim quando se trabalho com amor e dedicação, gostando do que se faz. De maus advogados temos o mercado está cheio, os que não se sentem realizados é melhor nao se iludir com uma profissão que não se ama em fazer. Deixem o mercado para os profissionais que sabem o que fazem e possuem amor pelo qual.

    ResponderExcluir
  15. Realmente nossa profissão está muito desvalorizada. Tenho 25 anos de idade, 1,5 ano de OAB e escritório próprio. Gosto muito da advocacia, mas minha realidade me força a mudar de profissão. Passei em um concurso no meu estado, e estou com dó de deixar de advogar. Dedicação, amor e aperfeiçoamento infelizmente não basta. A advocacia vem passando por um fenômeno de depreciação que merecia um estudo sociológico e economico. Os calotes de clientes, reus condenados insolventes, a morozidade da justiça brasileira são fatores que desestruturam a economia do escritório. Para fazer uma carteira esta ficando cada vez mais complicado. Constituir família nesse cenário, seria uma verdadeira imprudência. Como disse, penso que se trata de um fenômeno ainda não identificado, e sem previsões de melhorar ou piorar. É triste debater esse assunto. Forte abraço a todos!

    ResponderExcluir
  16. Para tudo é necessário vocação. Quem se torna médico e não tem vocação para cuidar dos outros, não se importando com a melhora de saúde daqueles que chegam aos seus cuidados, será, quando muito, um homicida travestido de médico. Quem se torna Professor, sem vocação para o ensino, sem paciência para as dúvidas e dificuldades que cada aluno tem, quado muito, se tornará aquele professor que faz nascer no aluno um verdadeiro ódio pelo saber. Para o sucesso em qualquer coisa é preciso, primeiramente, vocação. É do gostar do que se faz e para quem se faz que surge a determinação, a dedicação e outros predicados que fazem um bom profissional. A questão da vocação não é diferente no Direito. Boa parte daqueles que reclamam da profissão de advogado certamente não tem vocação para execer tal profissão, talvez tenham entrado nesse mundo iludidos pelo suposto mar de dinheiro que o Direito abre para os que concluem o curso. As salas de aula das faculdades e universidades de Direito estão lotadas de gente assim, gente que quando estudantes já se acham "doutores", mal tem a metade do curso acabada e já querem processar meio mundo; quando bachareis já se sentem verdadeiras autoridades e só aceitam que lhes chamem se antes do nome vier o respectivo "Doutor" ou "Doutora" e, então, quando conseguem passar pelo exame da Ordem, sentem-se "deuses", como se o fato de terem se tornado advogados lhes conferisse uma espécie de "status" que os isenta de batalhar e buscar aprimoramento e que lhes conferisse o direito imediato ao sucesso. Gente assim não tem vocação para o Direito. Existe, sim, muita satisfação para aqueles que buscam o caminho do Direito e aqueles que falam mal das profissões relacionadas com esta ciência talvez nunca tenham tido a oportunidade de ajudar uma pessoa injustiçada. Aos alunos, como eu, fica o conselho, não desistam e, se possível, tentem estagiar pela Defensoria Pública ou congênere, como os escritórios modelo, onde são realizados atendimentos à pessoas sem recursos. Alí é provavel que vocês descobram se tem ou não vocação. Caso sim, permaneçam, a recompensa virá; caso não, procurem algo que melhor lhes aproveite.

    ResponderExcluir
  17. Meu conselho é totalmente o oposto. Se quer continuar advogando procure estagiar em grandes escritórios, guardem dinheiro para abrir o próprio. Sejam arrojados. Ser advogado exige muita responsabilidade, e a contraprestação (dinheiro) tem que ser no mesmo patamar. Esperimentem advogar para ganhar pouco dinheiro depois de cinco longos anos de processo. É desanimador, vc sente que está injustiçando a si mesmo. Advogado tem que ajudar os necessitados, mas tem que ganhar dinheiro, e muito! Desejo aos meus colegas advogados boa sorte e muita grana, escritórios de luxo, carros esportivos, férias maravilhosas, hotéis cinco estrelas, e tudo mais o que o dinheiro pode comprar. Sucesso aos advogados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Igualmente garoto, vamos valorizar nossa classe!

      Excluir
  18. Conheço mts operadores de várias areas que percebem remuneração bem acima de um causídico, mas nem por isso são mais ou menos realizados, quem basea sua realização somente em poder econômico jamais será um bom profissional ,seja em qualquer area de atuação.Sou profissional do direito e estou muito feliz em minha profissão,apesar de saber que se não ganhar na loteria nunca vou ser um milionário,mas a intenção também não é essa.Obs: papai e mamãe não me deram um escritório, nem por isso deixei de ter e graças a Deus estou podendo mante-lo.

    ResponderExcluir
  19. Tem que ter talento, muito estudo, raciocínio rápido, muita leitura, contatos, paciencia, agilidade em resolver problemas, coragem, desinibição, etc.

    Se nao tiver aptidão e bons contatos, esqueça a advocacia mesmo. Abra uma padaria.

    ResponderExcluir
  20. Eric.
    Entendo a questão pelo seguinte raciocínio:
    Após formado, para que se passe num concurso razoável são nescessários no mínimo 03 anos de estudo profundo.
    Então, antes de advogar, estude cerca de 03 anos de forma profunda, voltado esclusivamente para a advocacia, e eu aposto que vc vai ganhar muito mais que no serviço público.
    O mercado em geral precisa de especialistas, não é diferente no direito. Estude, se especialise e com certeza o proprio mercado vai te reconhecer.

    ResponderExcluir
  21. Mendigo da Justiça12 de setembro de 2010 07:56

    Caros colegas quando eu cursava a faculdade de direito, tinhamos uma brincadeira que pegou no curso interio que o advogado simplesmente era e é um Mendigo, Esmoleu e Pedinte do jurciário! Nada mais estressante, frustrante, desistimulador, desgastante e com certeza muitas e muitas vezes humilhante quando se quer agilidade em uma decisão de algúm processo idiota de uma vara seja ela qual for cível , crime ou na justiça do trbalho, quando se quer falar com um juíz e o FDP diz que não pode atender pois está muito assoberbado de trabalho e fica sempre nessa e ele o magistrado lá lendo a revista VEJA ou CARAs hehehe. Amigos tenho pena de quem quer de fato militar e ser advogado, a minha ficha caiu há muito tempo. Hoje eu sou delegado e sinto na pele quando eu militava quando chega os advogados pé de chinele na minha delegacia com cara de aflição e desgaste só vc(s) vendo... Advogar é absolutamente para quem gosta de sofrer e se estressar sempre e levar trabalho pra casa para ficar de madrugada fazendo : contra razões, agravos, recurssos e outras leseiras etc... Deixo aqui a minha revolta por ser no Brasil uma profissão tão cretina e humilhante que é ser advogado, se querem ter qualidade de vida sejam concursados advogada nenhum do mais rico ao mais pobre tem qualidade de vida, é como eu disse o advogado é o mendigo da justiça que pede favor todo dia aos serventuários da justiça ignorantes, mal educados e cheios de direito. Verdade seja dita e não sejamos hipócritas em relação a esta profissão tão medíocre pelo menos aqui no Brasil.

    ResponderExcluir
  22. Eu acho essa profissão maravilhosa
    pois depende da gliantela...
    Mais acho que antes de pensar em fazer
    uma faculdade tem pensar se e isso msm
    que vc quer , pois nem tdodo mundo faz uma
    boa faculdade e só pensar no vai ganha bom mesmo
    e a gente fazer aquela profissão que a gente tanto desejo pois esses que cristicam e falam e esta area e uma porcaria estão errado..
    então Advocacia e bom mais pra quem não fica dando falso teestemunho Cala a boca.. ;)

    ResponderExcluir
  23. Alguns comentários acima, para nós aperadores do direito infelizmente nos deixam tristes, mas, percebo que as alegações foram feitas por colegas que só pensam em dinheiro, na minha opinião a advocacia é a profissão mais nobre e o dinheiro é simplesmente consequência da dedicação que se dá a ela.

    ResponderExcluir
  24. Discordo das pessoas que falam mal da Advocacia.Toda profissão autonoma deve ser constituída de pessoas com vontade de vencer e de ser um bom profissional.Isto é para qualquer profissão como médico, corretor de imóveis, engenheiro e também o advogado.Na verdade nós advogados temos uma posição mais privilegiada na sociedade.O dia a dia da advocacia não é para fracos e oportunistas.A advocacia é profissão para ficar rico.Hoje sou advogado e ex servidor público - Analista Judiciário e ganho 4x mais do que o serviço público porque almejo alto e não gosto de rotina.O bom advogado dedicado a profissão e seus clientes pode ter um futuro promissor.Por exemplo um amigo que através da advocacia conheceu um grande empresário seu cliente que ofereceu um cargo de Diretor Jurídico onde recebe mais de 60 mil por mês, um salário que qualquer agente público poderia ter inveja.Portanto a advocacia dever ser vista também como um leque de oportunidades.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Olá. Sou advogado recém aprovado. Como faço para conversar você? Gostaria de umas dicas sobre a carreira de advogado.

      Excluir
  25. Advogar é estar no lugar do outro não somente por procuração, mas por sensibilidade; é sentir as dores que, antes de conhecer o cliente, não eram suas. Quem não tem essa sensibilidade, não pode advogar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é coisa que se diga....perdão...um dos preceitos éticos da advocacia é não se inculcar....se você tiver essa sensibilidade toda não pode advogar..com 200 clientes você ficará louco no primeiro mês amigo...o advogado busca a Justiça e é auxiliar dela...e deve ser muito bem pago por isso... inclusive pra saber se há uma causa a ser levada ao juizo! e defender seu cliente se ele tiver razão e não estimular uma aventura judicial, leia o Estatuto e o Código de Ética. Abraços.

      Excluir
  26. Com o crescimento exagerado dos cursos de direito o que observamos é isso: muita gente sem nenhuma vocação para a advocacia que almeja apenas construir fortuna e acaba se decepcionando com as exigências da profissão. Para o advogado que trabalha com seriedade, persistência, com objetivos bem traçados o retorno financeiro é garantido. Estou muito satisfeito com a advocacia!

    ResponderExcluir
  27. A todos os caros colegas, a insatisfação com a profissão provém de vários fatores, e uma decisão mal acolhida traz reflexos positivos ou negativos, dependendo do prisma que a norteou. A profissão embora não traga de imediato grandes ganhos financeiros, traz em seu bojo um quesito de valor inestimável e poderoso que é ter o "poder postulatório" pois é a única profissão em se pode falar, contestar, argumentar, discutir méritos de decisões judiciais, a qual dentre tantas profissões existentes, esta é a única contemplada por esse poder igualitário dentro de um Juizo. Sou récem-formado como Tecnólogo Jurídico mas já fui pedreiro, mestre-de-obras, vidraceiro, marceneiro, serralheiro em esquadrias de alumínio, torneador, enfim, só profissões onde a labuta é árdua e cansativa e nem sempre recebe-se pelo trabalho ao seu término, agora pretendo seguir meus caminhos na área jurídica, onde vislumbro um lugar ao sol, com muito trabalho, dedicação, esforço e aprendizado. É necessário sempre termos uma disciplina consciente,um ordenamento de metas e humildade, pois se desejamos sair do andar térreo para o 10o. num passo só, certamente não o alcançaremos, o crescimento é gradativo a cada dia, não conheço e sei que não há ninguém que não tenha problemas, pois há quem tem muita condição financeira e não tem saúde, outros tem tudo mas não tem uma família que o ame, e assim por diante.
    A profissão é nobre e convalida a muitos pela transparência, sabedoria, conhecimento, humildade e honestidade, bastando para tanto, que o Dr Advogado sempre esteja presente e atento, afinal, é ele o médico jurídico com especialidade na forma e no procedimento análitico de cada caso, sendo sua presença indispensável a todo e qualquer negócio.
    Que todos os meus futuros colegas (satisfeitos ou não) venham a obter o sucesso desejado, mas que sempre tenham em suas consciências que toda e qualquer profissão ao ser exercitada, tem que haver amor, disciplina, dedicação, higidez e acima de tudo nobreza de caráter para arcar com o ônus e receber os bônus merecidos.

    ResponderExcluir
  28. Muitos fazem Direito só pq não possuem opção ou querem fazer concurso público.

    Daí no final, percebem que está quase imóssível passar para um concurso e resolvem advogar (Sendo que nunca estagiaram no contencioso e não sabem nada da prática forense). Ou seja, por isso o mercado está cheio de advogados assim, igual a muitos que fizeram seus relatos acima.

    Vão fazer educação física, esqueçam o Direito.

    É preciso ter DOM, tem que estar no sangue...

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DR. Contencioso o mercado está cheio de "advogados" porque há muitas faculdades no país. Mas há muito trabalho para quem está com disposição. è preciso explorar um ramo da ciencia jurídica, especializar-se como toda profissão cientifica nos dias atuair requer uma especializaçao.

      Excluir
  29. Para quem não ama o que faz, o resultado só pode ser esse mesmo...FRUSTRAÇÃO!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  30. MUITO BLÁ BLÁ BLÁ, ESTOU NESSA PROFISSÃO HÁ MAIS DE DEZ ANOS, MUITO TRABALHO, ENROLAÇÃO, POUCO DINHEIRO E UMA CLASSE DE ADVOGADOS RICOS E PRIVILEGIADOS E OUTRA DE FERRADOS...

    ResponderExcluir
  31. Para com esse negócio de amor. Comida se paga com dinheiro. Aqui fica o desafio: aos que amam tanto essa profissão filha da puta que advoguem de graça e pára de putaria.

    ResponderExcluir
  32. Anômimo advogado a 7 anos.

    Sou advogado a 7 anos, sem contar o tempo de estágio que fiz desde o 2 ano da faculdade. Palavras muito bonitas são sempre faladas por advogados, isso acontece todo o dia, mas a prática é outra. Adoro o que faço, advogo para a assitencia judiciária gratuita e vejo que tem muitas pessoas que precisam , e tenho prazer de ajudar, mas preciso de dinheiro isso é um fato. Não dá para falar em ser advogado sem dinheiro, ADVOGAR É CONTATO. Se um cliente vê vc chegando com um carro "meia boca" e um terno ruim , não adianta ele não acha que vc é bom é um fato...Concordo que é uma profissão FUNDAMENTAL para a manutenção da sociedade, que necessita de advogados SEMPRE, mas na outra ponta esta na prática um advogado bem qualificado, de terno preto no sol, que todo dia implora para que o processo ande (presta um serviço que não depende so dele, já que precisa de juiz cartorário etc..) e claro sempre com a lentidão e morosidade da justiça, tem que explicar para o seu cliente que "não é seu trabalho que é ruim e sim o judiciário que não anda". Sejamos francos não é FRUSTRAÇÂO É UM FATO, se a advocacia não se unir contra esse desrespeito a sociedade e ao profissional do direito nossa profissão vai banalizar ainda mais. Resumindo, a briga é como se você saisse da faculdade se achando que é o SR. JUSTIÇA mas na prática você vai dar "MUITO MURRO EM PONTA DE FACA" e claro sme ganhar nada por isso... Vejamos um exemplo ; um processo que você contrata pelo êxito (20% )ele dura 10 anos e seu cliente após todo o processo ganha 20 mil reais, você receberá no máximo R8 mil reais, contando a sucumbência , dividindo isso pelos meses (120 meses) daria o valor de mais ou menos R$ 75 por mês. VAMOS FALAR SÉRIO DÁ PARA PAGAR O ESCRITÓRIO, A FRESCURA DO SEU TERNO DE 500 REAIS E MAIS O SEU BELO CARRÃO, AH TÁ ME FALA COMO SÓ SE FOR MUITOS CLIENTES....

    ResponderExcluir
  33. Palavras bonitas são sempre ditas, mas na prática vivemos em um mundo capitalista e nem todos tem dinheiro para bancar muitas FRESCURAS da profissão. Vejamos um cara que está no 4 ano e tem que pagar R$ 50,00 por mês para a OAB , só para ter um carteirinha azul que so serve para tirar cópia do processo (hoje sem necessidade já que utilizamos fotos). Detalhe esse mesmo estagiário, trabalha muito mais que 6 horas e ainda tem que pagar a "carteirinha azul dele" ganhado R$ 700,00 , e ainda tem que pagar uma faculdade de R$ 1200,00. (sorte se ele for um bom aluno e passar em uma faculdade pública, mas se isso acontecer eele nãos e sujeita a ganhar R$ 700,00). ACORDA VESTIBULANDO O MUNDO MUDOU, MUDE COM ELE FAÇA UMA OUTRA PROFISSÃO E SEJA MUUUUUUUITO MAIS FELIZ. Agora se vc tem dinheiro para bancar 3 anos depois da faculdade para cursar um cursinho preparatório para concurso , ai sim a MELHOR PROFISSÂO DO MUNDO....

    ResponderExcluir
  34. Quando for escolher a profissão, não de ouvidos a internet, já aqui vai encontrar todo o tipo de opnião. Faça uma pesquisa rigoroza de mercado, veja se tem algum advogado largando a profissão e se ela realmente é boa para seus interesses, salário, qualidade de vida e forma de trabalho, e se pergunte, vc já viu algum médico, engenheiro etc, largando a profissão? e advogado conhece algum? Eu conheço vários, será que todos eles não tem vocação? eles não tem amor pela profissão? Não sei essa resposta...

    ResponderExcluir
  35. DAS 5.000 CONSULTAS DE GRAÇA

    Esqueceu-se de falar aqui das VARIAS consultas de graça que se dá durante a profissão. Exemplo Vc em um churrasco de família e alguém descobre que vc é advogado, pronto, acabou a sua tranquilidade, vão te alugar por horas, já que as pessoas querem resolver os seus problemas e claro sem gastar nada, consulta-se e depois procura o juizado especial cível, vai ganhar metade do que tem direito, mas para eles tá bom...Pergunta? médico responde pergunta em churrasco antes que vc vá no escritório dele e passe a carteirinha do convênio e ele ganha o dinheiro, como deve ser pela consulta prestada? Pense nisso....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Colega, compartilho da mesma ideia, isso precisa acabar urgentemente, eu mesmo não dou consulta fora do escritório de jeito nenhum

      Excluir
  36. Valores pagos na faculdade de direito, DINHEIRO QUE DEMORA MUUUITO PARA VOLTAR.

    Fala-se que determinadas profissões são caras, e para começar ganhar dinheiro precisa de muito investimento. Sou advogado a 8 anos tenho 2 pós graduações em grandes instituições de ensino, gastei até agora com a profissão em média R$ 180.000,00 entre curso graduação, pós e livros. Meu salário gira em torno de R$ 2.300,00. Gosto do que faço, mas tenho muuuitas dúvidas se escolhi a profissão certa, já que mesmo gostando tenho que ganhar dinheiro, não vivo de títulos...

    ResponderExcluir
  37. Mundo de ilusão. Pensa-se que fazer direito é fácil, e só passar na OAB e pronto a vida muda, vc agora é DR..., Muito bonito a profissão, para idealistas, é a melhor do mundo ,mas não se iluda vai discutir muito em bancão de fórum, esperar muita audiência marcadas para 14h e começando as 15h ou mais, vai receber muito calote de "clientes", mas fique tranquilo vc é DR... Parabéns pela profissão, muito nobre e necessária para a sociedade, os advogados TEM QUE SER RESPEITADOS MESMO, MAS ACHO QUE ESSE RESPEITO ESTA ACABANDO TEMOS QUE SE UNIR CONTRA ISSO, GANHA-SE MUITO MAL E AS CONDIÇÔES SÂO MUITO RUINS DE TRABALHO NÂO È PORQUE SOMOS MUITAS VEZES "AUTONOMOS" QUE NÂO TEMOS DIREITO A FGTS, SEGURO DESEMPREGO ETC... NÂO PODEMOS MAIS ACEITAR UM SALARIO OFERECIDO PARA UM PROFISSIONAL DO DIEITO POR R$ 800,00 ISSO É LAMENTÁVEL...

    ResponderExcluir
  38. Amo advocacia, tenho 03 pós graduações, mas não ganho dinheiro, infelizmente.Dra.

    ResponderExcluir
  39. Clauco Ruiz
    Sinto-me arrependido de ter cursado direito, as vezes sinto sufocado pela escolhe que fizeram para mim, queria ser muito enfermeiro, gosto da aréa, mas INFELIZMENTE fui para o lado negro da coisa... Quero muito largar do fundo do meu coração, sinto muito infeliz na profissão de advogado, sem reconhecimento nenhum, uma peleja todos os dias, já pensei em virar hippie. Não aconselho ninguem , mas ninguém mesmo a cursar direito uma grande ilusão!!!

    ResponderExcluir
  40. Muitas pessoas escolhem o curso de Direito porque não sabem qual profissão seguir. É injusto um jovem de 18, 19 anos ter que escolher um curso (profissão) que vai guiá-lo pelo resto da vida. Eu, mesmo, optei pelo Direito. Me formei em 1995 e não fiz o exame da ordem. Sou servidor público federal e não posso reclamar. Cursos como Direito, Jornalismo, Matemática, Biologia, História., etc., só servem como uma espécie de "realização pessoal". Uma espécie de desejo que - dificilmente - levará à independência financeira...

    ResponderExcluir
  41. Amigos, advogo há 9 anos e consegui juntar um bom dinheiro com a profissão, mas a um duro custo, abrindo mão de saúde, lazer, família, etc.... Percebo que a situação da advocacia está cada vez pior e agora, que consegui juntar um dinheirinho, a todo o momento me vem a vontade de dar outro rumo para vida: abrir outro negócio, estudar para concurso, começar nova profissão.
    Adoro o Direito, amo estudar, desde pequeno quis ser advogado, me espelhando em meu avô, a dura realidade me fez mudar e o que era sonho dourado aos poucos vai se transformando em sonho ruim e talvez desague em um pesadelo.
    Pesa muito a qualidade de vida sacrificada, o aviltamento dos honorários, a ingratidão de alguns clientes e as dificuldades financeiras que a cada dia se mostram mais presentes.

    ResponderExcluir
  42. RESUMINDO TODOS OS COMENTÁRIOS ACIMA DELINEADOS:

    SER UM BOM ADVOGADO NÃO É PARA QUALQUER PESSOA, SOMENTE PARA OS PREPARADOS INTELECTUALMENTE E INDICADOS POR DEUS.

    É A MAIS NOBRE PROFISSÃO. SE VOCÊ TEM DÚVIDA QUANTO A SER OU NÃO SER ADVOGADO, LEMBRE-SE SEMPRE DESTE DITADO:

    "ENQUANTO OS FORTES FRAQUEJAM, OS FRACOS DESISTEM E OS COVARDES NEM TENTAM".

    SEJAS FORTE E SERÁS BEM SUCEDIDO!

    ResponderExcluir
  43. Consegui uma boa estabilidade financeira na advocacia (casa, carro, dinheiro na conta, etc.). Contudo, a desonestidade, desrespeito e total descrédito dos clientes, sem falar na morosidade e mal atendimento de servidores e juizes, não compensa. Ganhar menos em outra profissão é mais compensador e lhe dará mais alegria. A profissão de adovogado se transformou igual a profissão de professor: é nobre e louvável, mas sem nenhum reconhecimento e escarnecida pela população em geral.

    ResponderExcluir
  44. Já decidi: meus filhos, definitivamente, não irão fazer um curso de direito. Não cometerão o mesmo erro que eu. Conheci um norte americano em intercâmbio no Brasil que me disse que não entendia porque os bachareis em direito no Brasil só pessam em fazer concurso público. Pois no EUA a primeira opções dos recém formados é sempre a carreira autônoma ou privada. Porque será?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É porque o Estado Brasileiro sufoca a iniciativa privada e o consumo. O Estado é inimigo do povo, vampiriza e não dá retorno. Mais de 40% da produção do nosso PIB é para o Grande Irmão, que nos negligência. Fez muito bem com os seus filhos, parabéns!!!

      Excluir
  45. Sou Advogado e esse sempre foi meu sonho meu pai e advogado (há vinte e cinco anos) e acompanho o sofrimento dele a muitos anos, não me considero o melhor de todos os advogados, mais sei que sou bom, mais hoje um estagiário de engenharia por exemplo ganha entre 1200 e 1500 reais, enquanto que muitos escritórios pagam no maximo 1000 reais por mês, não por não valorizarem a sua própria profissão e sim por não terem condições melhores.
    São poucos os advogados que estão ganhando muito dinheiro, muitos deles por sorte por terem o conhecimento necessário no âmbito social, outros por estarem no canto certo na hora certa.
    Antes de entrar para a faculdade fiquei entre dois cursos para fazer, engenharia e direito, fui para direito pela facilidade que tenho com a matéria e o apoio do meu pai, mais hoje sabendo da realidade faria engenharia, um amigo que fez a escolha pela engenharia e que se formou no mesmo ano que eu hoje ganha 7,500 reais por mês, enquanto eu em muitos meses não ganho nem um salário mínimo.
    Dedicação, estudo, sorte tudo isso e valioso na profissão de Advogado, mais nem sempre e só isso que vai determinar o seu sucesso.
    A concorrência e cruel e sem limites, enquanto você cobra 2x vem um advogado que acabou de se formar e cobra 1x ai fica difícil de concorrer.
    Conheço brilhantes advogados que somente conseguem se sustentar, e conheço outros que mal sabem fazer um “o” com uma quenga e ganham muito dinheiro, por isso saibam que Advocacia é muito mais do que conhecimento, é indicação e conhecimento.
    Conselho de um sofrido advogado, se esta em dúvida entre direito e outra profissão vai fundo na outra, a não ser que essa seja a profissão que realmente você deseja.

    ResponderExcluir
  46. AOS RECLAMOES DE PLANTAO: VENHAM MAMAR NO PAI QUE VCS GANHAM MAIS! FUCK YEHHHHHHHHH

    ResponderExcluir
  47. Não tenho do que reclamar, faz 4 anos que estou militando e já tenho uma boa carteira de clientes, com uma renda compatível.
    Todos querem penal, trabalhista. Optei por civil e constitucional por gostar. Sou bom no que propus a fazer!
    Se nao gosta, vai ser padeiro, pedreiro, pintor, etc... Mas parem de lamentar, enquanto os "choroes" lamentam eu ganho dinheiro na advocacia. kkkk

    ResponderExcluir
  48. Por favor, a única coisa errada com a advocacia é a justiça que não funciona. Ou funciona para alguns e não para outros. Ser advogado é nobre sim, mesmo que disso se queira tirar proveito financeiro. O problema é que a demora nas soluções encarece a lide, e quem está pagando a conta é o advogado com uma pequena ajuda do cliente, quando recebe.

    ResponderExcluir
  49. Em toda a profissão tem os perdedores (chorões, lamentos...) e os ganhadores (positivos... eu), em qual lado vc está?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixa de ser mentiroso!! A conta é simples: para saber se é um advogado vitorioso:
      Servidor público federal nível médio = R$ 5.000,00 ao mês, em um ano R$ 65.000,00 bruto.
      Advogado Vitorioso = Honorários + despesas de escritório + 30% do ganha como reserva técnica, se somar tudo isso é for superior a R$ 65000,00 ao ano, você está no caminho certo, caso contrário largue enquanto é tempo.
      O negócio é $$$ no final do mês para pagar as contas, se você não dá conta de pagar suas contas, alguém está pagando, então você não é vitorioso, é um sanguessuga.
      Não há idealismo que vença a fome ou a frustração, o resto é hipocrisia!!!!

      Excluir
  50. É meus caros... A profissão esta difícil sim, e isso é inegável. Sinto-me frustrado, pois deixe de ser policial militar aqui em SP, onde recebia em média 2.680, líquido, repita-se, salário líquido, e hj como advogado tiro em média 2 mil reais. Nossa que discrepância. Quando vejo meus amigos policiais militares, tenho vergonha em dizer que ganho menos. Aff, é difícil. A advocia esta ´difícil e totalmente desacreditada. Se arrependimento matasse, estaria morto. Más, já estou estudando para concurso público para mudar essa história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz muito bem, larga essa profissão, se não ganhou dinheiro até agora, não vai ganhar mais tarde, é tudo ilusão.

      Excluir
  51. Muita gente fala que é advogado há décadas mas não falam seu número de Ordem. O Advogado de boteco cobra um copo de suco de honorários e depois reclama. Eu cobro meus honorários e não arredo o pé. No máximo parcelo metade no começo e metade no final, sempre com base na tabela da OAB. Quando o cliente acha caro, mando ele ir no vizinho que cobra um pão com mortadela. Não vou me vincular a um cliente em, no mínimo 5 anos, que é o prazo médio de um processo, por menos de 3 mil reais (que é o mínimo da tabela da OAB/SP). Meu número de ordem é 287089.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns Dr. concordo em gênero, número e grau.

      Excluir
  52. Caros amigos!
    A experiência no ramo da advocacia que cada um acima relatou é particular, ou seja, o que te frustrou ou trouxe insucesso não é o mesmo que ocorrerá com teu amigo (a). Desconsidero tudo o que li acima e me apoio somente nas promessas que Deus tem para a minha vida. Desejo que cada um que acredita no direito e seja vocacionado tenha muito êxito no exercício da profissão e saiba o que aconteceu com muita gente frustrada pode e não vai acontecer com você, lute pelo que acredita não se apoie em achismos!

    ResponderExcluir
  53. Também estou passando por dificuldades na militância, mas sei que vou vencer!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai não, desiste dessa porra!

      Excluir
  54. Colegas, hoje vivemos um período nebuloso em nossa profissão. Todos nós reclamamos. Lí cada comentário aqui e ninguém apontou um dedo sequer para uma coisa a qual chamo atenção. Nossa profissão é representada por uma entidade "de classe", digo isso uma vez que a OAB é uma entidade sui generis. Esta entidade deveria cuidar de melhorar e trabalhar a imagem de toda a categoria frente à comunidade. Já viram como o Judiciário nos últimos anos tem investido em marketing? Em especial o TSE, nesta época de eleição, bem comoo CNJ. E a OAB? Ela parece esquecida da importância que cada um de nós tem na profissão. Não temos uma política de valorização da classe, não temos propagandas "educativas" que ensinam à população e a alerta sobre a importância de se valer de um advogado quando da contratação de qualquer negócio ou mesmo para evitar lesão à direito. Infelizmente uma parte dos colegas trabalham aviltando os valores dos honorários, dificultando ainda mais a situação. A concorrência desleal é descancarada e a OAB, através de seus líderes, muito mais preocupados em favorecimentos próprios do que em cuidar os interesses da classe. Não venham me dizer que o exercício da presidência da OAB não é remunerado, pois, mesmo não o sendo, a visibilidade que o presidente tem é enorme, colocando-o em evidência. A anuidade subindo, os preços dos serviços caindo e boa parte dos colegas enterrando os sonhos que lutaram para dar início por 05 anos. Assim é a nossa vida. Seguir em frente é uma opção. Tentar mudar o judiciário, torná-lo mais célere e conseguirmos ser atendidos por magistrados e servidores de secretaria com o devido respeito que à nós deveria ser dirigido, é uma questão de utopia. Penso todos os dias em deixar minha profissão. Acredito que meu colega que acabou por virar motorista de taxi é mais feliz do que eu hoje. Tenho bons processos, valores altos, porém, eu preciso me alimentar todos os meses, preciso cuidar da minha família todos os meses, e o magistrado que ganha a bagatela de R$20.000,00 parece não muito preocupado com isso. Fazer o quê! Sigamos na luta, pois em pelo menos um lugar somos tidos como especiais para a Justiça, no art. 133 da CF/88. Deixo um abraço à todos e desejo à todos nós, que dias melhores sobrevenham e que as lutas que travamos hoje, sejam vitórias amanhã!

    ResponderExcluir
  55. Estou perplexo com os comentários aqui postados!!!
    Me formei em 2010, trabalhei um ano em um escritório como advogado empregado ganhando R$ 3.500,00, e, após este período de experiência, em janeiro de 2012, após muita pesquisa e planejamento, resolvi juntamente com mais dois companheiros de escritório, hoje sócios, abrir meu próprio escritório. Não me arrependo de forma alguma. Hoje trabalho da minha forma, faço o meu horário e ainda ganho mais (média de R$ 5.500,00). Hoje, após quase um ano, possuímos mais de 200 clientes, mais de 300 ações em curso, diversas empresas e clientes satisfeitos.
    A verdade é a seguinte. Para ser um advogado vitorioso, não basta querer, é necessário garra, dedicação, muito estudo e apresentar um diferencial no mercado, além, é claro da ética, que deve sempre estar presente. Graças a Deus tivemos uma grande idéia e com este diferencial conquistamos muitos clientes e agora nossa tendência é só crescer. Começamos em uma pequena sala, hoje já temos três. Estamos sempre buscando o crescimento.
    Agora o mais importante é gostar do que se faz. Vejo muitas pessoas buscando um curso de direito com a expectativa de ganhar rios de dinheiro de forma fácil. Isso nã existe, você tem que gostar da profissão, porque a levará para o resto de sua vida.
    Hoje tenho 27 anos e digo uma coisa: se você gostar da sua profissão, se dedicar, empenhar, e, é claro for bom no que faz, a compensação financeira virá.
    Só não se esqueçam de uma coisa: dinheiro não é tudo na vida, faz parte dela, inclusive, em nosso escritório procuramos sempre que possível patrocinar ações de forma gratuita, com o fito de realizar um trabalho social. Ao menos uma vez por mês, pegamos uma pessoa que não tem condições de arcar com um advogado para patrociná-la.
    Pensem nisso!!! Independente da profissão, temos que amá-la!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom sua colocação Sr. anônimo!! As pessoas que pensam como esses que só crítica a profissão, são pessoas totalmente injusta com elas mesma, pelo fato de querer as coisas tudo na mão e de forma rápida, tudo tem seu tempo!! São pessoas frustadas consigo mesmas e querem deixar os outros frustados diante de suas derrotas!! Hoje sou formado em Direito e atuo como estagiário e nem por isso fico reclamando da profissão.. Para pessoas assim, só tenho a lamentar, pois, nem para vendedores de sorvete irão servi, fato....

      Excluir
  56. Advogo ha dois anos e estou muito bem, ganho em média 10 mil reais mês. Em dois anos de advocacia já consegui comprar um carro zero, um terreno e estou construindo minha casa, isso graça a minha dedicação trabalho muito, mas nunca reclamo agradeço a Deus por me dar cada dia mais clientes, sou humilde todos os serventuários da justiça gostam de mim. Dou um conselho aos iniciantes não desanimem e sejam fortes, pois sua estrela vai brilhar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  57. Não posso reclamar da escolha dessa nobre profissão. Sou formado há dois anos e em média consigo um valor de R$ 6.000. Advogado tem que ter conhecimento e amar o que faz.

    ResponderExcluir
  58. Recentemente, dia 28 de fevereiro, peguei minha carteira da OAB, e lendo os comentários contidos neste tópico e adicionando o fato que já venho de família humilde, ou seja, não tenho condições nenhuma de arcar com gastos iniciais como taxas de carteira, aluguel de escritório, contas particulares que vão acumulando e vira uma bola neve, fica imaginando se realmente será possível entrar nessa maravilhosa profissão, pois não adianta viver de glamour, pois o que precisamos é de dinheiro para pagar nossos credores, mas mesmo assim vou tentar por um tempo, quem sabe eu posso conseguir algo diferente da maioria, só o tempo dirá.

    ResponderExcluir
  59. Advogar não é simples.O próprio judiciário está fomentando a pauperização dos advogados pelos seguintes motivos:
    O juizados especiais são emblemáticos do mensoprezo aos advogados, uma vez que neste espaço sequer são necessários. Atualmente nos Cartórios é possível fazer divórcio, tratar de sucessão, tornando-se dispensável bater às porta do judiciario essas questões.
    Os maiores litigantes no país são os bancos, As autarquias federais que tem exércitos de advogados para patrocinar suas causas.
    Em regra os "clientes" tem baixa capacidade econômica, o que reflete negativamente nos honorários do advogado.
    Dizer que o advogado é essencial a justiça, etc é verdade, mas, até quando existirão profissionais dispostos a sacrificar a vida financeira em troca de "reconhecimento público" ?
    Esse reconhecimento publico é um apanágio, e como tal, incapaz de aliviar a dor do fracasso financeiro, e isto serve pra qualquer profissão.

    ResponderExcluir
  60. Estou a 7 anos na profissão, gosto muito da mesma, entretanto cada dia que passa me sinto mais desanimado, o mercado esta tenso, com muitos profissionais e poucos clientes, já que o brasileiro ainda não se habituou a utilizar o advogado para resolver problemas diversos, na verdade no brasil as pessoas tem uma verdadeira descrença com a justiça, e infelizmente isto ocorre por culpa do próprio judiciário, que além de não ter servidores suficientes ainda contam com uma grande quantidade de servidores despreparados para atuar em uma área que clama por mais celeridade. Sou de Goiânia e aqui as custas judiciais são altíssimas, a OAB é altíssima, e a maioria dos juízes não respeitam os prazos, já que sempre podem dar a mesma desculpa, excesso de processos. Por isto já estudo para concurso a algum tempo, e não vejo a hora de sair fora dessa profissão bela porem completamente enviável para ter uma simples sobrevivência. Hoje para quem começa do zero na advocacia, só vai começar a ganhar mais de R$ 4.000,00 mês quando já estiver aposentando, isto se aposentar, já que não sobra dinheiro nem para pagar o INSS. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, NOSSA COMO ME ARREPENDO DE NÃO TER IDO PARA A BOLÍVIA FAZER MEDICINA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NUNCA É TARDE PARA RECOMEÇAR - VÁ FAZER MEDICINA NA BOLIVIA - SE FOR A SUA APTIDÃO.

      Excluir
  61. Escrafunche, cavoque, resista, insista,dobre o joelho ore, firme forte tenha fé, dê cartões ,nem que seja de folhas de ofício e até para os transeuntes, reaja , lute, levante, erga-se, coloque nos parabrisas, jornais, use os amigos, caixas de correspondências, filas no inss, loas, auxílios doenças, trabalhistas, empresas insalubres, vá nos presídios, lei das prisões temporárias, progressões, imobiliárias, usucapiões, direito imobiliário, cdc,criatividade, mala direta, amigo político, café no calçadão, amigo radialista, visite empresários cobranças, plantão na delegacia, etc ,marketing....
    Espero que ajude, sou acadêmico, pai de familia, e estou usando essas estratégias para ganhar dinheiro no direito, vias administrativas 100% e judicial levo para um escritório , e um segredo para ter sorte de atrair causas; Tem que defender a causa do pobre, do necescitado, do aflito, do injustiçado,do desamparado, do órfão, com dedicação,cobrando o que ele pode pagar, e de graça se não puder,pois esta é uma lei universal que retribui misteriosamente com muitos processos milionários, pois os olhos do Senhor estão sobre eles em detrimento dos ricos soberbos e avarentos.

    ResponderExcluir
  62. Li atentamente os comentários e percebi que há alguns pontos em comum: Os advogados ficam insatisfeitos porque investiram muito na profissão (mensalidade do curso de Direito, livros, custos com a manutenção do escritório profissional e etc.), e perceberam que, após anos de trabalho - em alguns casos até décadas - o retorno financeiro do investimento realizado não superou os gastos que fizeram, daí, vem o descontentamento. E pior: Em muitas situações, NÃO há perspectivas de melhoras. O Poder Judiciário cada vez mais moroso, fazendo com que muitos advogados, que em muitas ações esperam o resultado final dos processos para obter seus ganhos, fiquem esperando por anos para receber valores módicos de honorários (lembrando que as dívidas vencem todos os meses. O baixo poder aquisitivo da população, onde acaba proporcionando em uma verdadeira "barganha" de honorários e etc. Tudo isso vira um grave problema, quase que sem solução, quando os advogados, muitos deles com família, têm que comprar seu imóvel, custear a formação educacional dos filhos e percebem que com o que ganham quase nada dar para fazer. Enfim, vejo que com os comentários, há uma realidade inafastável. Poucos advogados conseguem se manter, outros pouquíssimos ficam bem $ucedido$, e, a MAIORIA ficam na berlinda. Advogo há 6 anos, tive excelentes momentos na minha profissão e outros nem tanto. Chequei a ganhar em um único mês R$ 35 mil e nos meses seguintes não ganhar nem R$ 3 mil. É um mercado instável, inseguro, que não lhe proporciona segurança adequada para fazer investimentos e projetos que demandam dispêndios de valor considerável. Por estes motivos, estou prestando concursos, não vejo a hora de cair fora logo, porque advogar é o mesmo que MATAR 10 LEÕES POR DIA E SAIR ILESO!, OU SEJA, MISSÃO IMPOSSÍVEL!

    ResponderExcluir
  63. O advogado hoje é praticamente um mendigo com um curso superior, vive de pires na mão no balcão do fórum implorando para o juiz ou o servidor despachar seu processo, isso quando não é desrespeitado nas suas prerrogativas do modo mais que ofensivo, seja por juízes, promotores, servidores, diretores de cartório, delegados, entre outros e não adianta enfrenta-los e exigir respeito, só piora as coisas, na próxima vez nem olham na sua cara, isso se não for preso antes. Dos clientes ou recebe esmolas pelo serviço prestado ou não tem nem como pagar o aluguel do escritório. As grandes bancas escravizam os jovens advogados de modo que chega a ser desumano, trabalham as vezes até as 20h ou 22h, ao dia, por salários de pouco mais de R$ 1.000,00, só falta a chibata e a senzala, enquanto os sócios majoritários ficam com rendas mensais de R$ 100.000,00. A concorrência está cada vez mais vil, principalmente se o profissional que trabalhar com ética e honestidade. Sou advogado há mais de cinco anos e até hoje mal consegui comprar meu primeiro carro a vista, isso por que estou devendo dinheiro ao meu irmão e fui ajudado por meu pai, e não é nenhuma ferrari não, é um carro médio da FIAT 1.6. Tive que fechar meu escritório por que não dava nem para empatar as despesas com a receita, houve época que em dois meses não entrou uma só alma, penso em reabri-lo mas temo que a decepção se repita. Não tenho filhos e acho que se os tivesse mal teria condições de sustenta-los, minha esposa acaba de graduar-se em direito e eu me pergunto qual será nosso destino. É apavorante, passei os últimos cinco anos correndo atrás de ganhar alguma grana, torcendo que as coisas um dia melhorariam, mas depois de cinco anos estou de saco cheio. No começo com muita correria e estres, inclusive acabei muito doente e tive que diminuir o ritmo ou morreria, conseguia fazer uns R$ 5.000,00 mensais, mas hoje tem mês que mal entra R$ 1.500,00. É como ser um D. Quixote e lutar contra um moinho de vento, queria muito ter disciplina e tempo para estudar e passar em um concurso público.

    ResponderExcluir
  64. Ninguém leu como eu todas as mensagens, afinal sou o comentário mais recente. Sou advogado há quase dez anos. Fiz especializações e cursos em várias faculdades. Abri meu escritirio logo que sai da faculdade. Formei com altas notas. Passei na OAB em direito civil na primeira vez. Nestes anos todos, só muito arrependimento. Tive alguns poucos clientes bons. Mas que não pagavam à altura. 90% não paga nada e quando ganha depois de anos e anos, da o calote. Às vezes de uma forma que vc se sente roubado e humilhado por anos e não receber nada. NEM PUTA de estrada trabalha e não ganha. Em vários países é proibido o advogado receber no fim com porcentagem do que o cliente ganha. Lá tem que receber também no início. Ser advogado, à exceção de meia dúzia de quadrilheiros, é impossível. Em quase dez anos só passei necessidade. Já reformei decisão de desembargador. De ministro. De juiz. Não falta conhecimento. Nem técnica. Nem dedicação. Tampouco dom. Falta RESPEITO da sociedade. E querem uma verdade: NÃO IRÁ MUDAR NUNCA. Pra ser advogado é preciso 19/20 anos de carreira e mota sorte. Até lá, como vi alguns calouros de 3 anos de profissão, dizendo que estão satisfeitos etc., tenho dó. Ser advogado é LOUCURA. É angustiante. É ser alvitrado. Desistam deste sonho que vendem na faculdade. Os donos estão BILIONARIOS. Nunca vão admitir que o mercado já era há anos. Embora a maioria dos advogados não sejam bons (alguns poucos são sofríveis), o judiciário tbm não ajuda. Na verdade nem um pouco. Juízes com ma vontade.

    ResponderExcluir
  65. Grandes clientes do judiciário recorrem a torto e a direito. Juízes que não dominam execução. Que exigem cauções quando deveriam condenar a parte contrária em ma de processual e por aí vai. Clientes que te cobram agilidade, explicações, que te colocam doido. Processos que não andam. Decisões judiciais absurdas. Recursos contra estes absurdos são julgados de forma mais absurda ainda. Você opõe embargos de declaração de forma clara e o juiz diz a falácia de sempre: "não está obrigado a julgar todos os argumentos das partes". Recursos aos tribunais de superposição que é mais fácil vc ler em grego do que conhecem um recurso. Decisões absurdas que um juiz protege o outro. Cliente que não entende o sistema. PRA QUE FICAR NESTE MEIO? Aos que já se formaram resta o CONCURSO. 500.000 pessoas para 10 vagas. Nem no vestibular mais concorrido do Brasil. Numa estimativa, passar hoje em concurso é como só cursar a faculdade se passar em primeiro lugar no vestibular. A única saída é aos que NÃO ENTRARAM AINDA NO CURSO DE DIREITO. Não façam esta sandice. Você quer mesmo trabalhar num sistema que você (ético e estudioso) diz uma coisa, dai a parte contrária diz outra coisa absurda, dai o processo se arrasta. Se a pessoa souber que está errada vai buscar advogado que conheça o tribunal. Ou seja, vc está fudido. E o cliente não vai entender. Esta é a verdade. Nada disto funciona. Diarista ganha mais que 95% dos advogados. Todos se acham Ruy Barbosa. Ninguém está preparado para esta loucura. Quem tiver o mínimo de juízo nem entra nesta loucura. Cilada. Melhor procurar outra profissão que, além de tudo isto, valorize o profissional que você é é pelo que vc faz. Advocacia hoje é uma afronta. A CF diz algo sobre advogado? Somos essenciais? Isso foi uma piada que escreveram na CF. Riu muito dela toda vez que percebo a anedota. Enfim. Quem querer pagar pra ver, venha pra selva. Quem tiver um mínimo de razão e medo de se lascar na profissão, vá pra outra. Não acreditem em quem diz que ganha bem com poucos anos 5,6)

    ResponderExcluir
  66. Estas pessoas ainda estão inebriadas com o sonho vendido. Amanhã não vão conseguir pagar nem a parcela de um carro. Cuidado, advocacia FOI uma profissão de respeito. Hoje vc será só mais um.

    ResponderExcluir
  67. A não ser que vc queria e POSSA se dedicar de forma quase sobre humana para conseguir um mínimo aceitável de salário. Dedicação esta que basta 30% para você ser considerado um profissional com reconhecimento internacional em qualquer outra carreira. Quem topa ganhar um milhão de reais daqui há 17 anos, trabalhando até lá sem ganhar nada? E considerando que estes anos de pressão, estudos, gastos e estresse chegando depois de 17 anos disto e não ganhar nada? Tem profissão melhor? O jeito (e fui otimista por dez anos) é ir ao concurso e tentar melhorar o sistema de dentro. Um abraço a todos e que Deus abençoe e ilumine cada caminho de vocês. E abrevie a decisão de quem está com dúvida. Não tenham medo de mudar. Advogado não muda de profissão por não ter sucesso. Muda por ter visão. Abraços.

    ResponderExcluir
  68. Estou no 7º período de Direito, só tenho visto comentários ruins sobre a atual situação da advocacia.. Isso me entristece muito, estar terminando a faculdade e não saber o que fazer quando conclui-la é terrível :(

    ResponderExcluir