peticao inicial 1
O Petição Inicial é para aqueles que precisam enfrentar o balcão do cartório, o processo, o juiz, o oficial de justiça, o cliente, os livros, a internet e as contas no fim do mês.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Dia do Advogado!



Os prazos e compromissos ainda estão em cima, como também deve ser o caso dos colegas, mas um 11 de agosto não poderia passar em branco aqui no Petição Inicial. É, então, com grande satisfação que falo aos meus colegas de profissão.


Lendo os comentários deixados nas postagens, não pude deixar de reparar que existe uma parcela de colegas desanimados com a profissão, principalmente com seu aspecto financeiro.


Evidentemente reconheço a importância do aspecto econômico de qualquer ofício. Salvo algumas exceções, o profissional vive da remuneração do seu serviço, logo, nada mais justo do que pretender um retorno adequado.


Mas acredito que o aspecto financeiro não pode ser o principal motivador para advogar. Se o dinheiro é o único objetivo a ser perseguido, talvez seja melhor ser banqueiro, analista de investimentos. Uma matéria da edição 949 da revista Exame, em circulação nesta semana, informa que o salário médio de um diretor de banco de investimentos é de R$ 40 mil mensais, mais remuneração variável em forma de bônus anuais atrelados ao desempenho. Pode valer a pena considerar a opção.


Agora, para ser advogado, é preciso algo mais, uma missão a cumprir além do retorno financeiro (para não ser mal entendido, um banqueiro também pode ou deve ter uma missão, como contribuir para o crescimento da riqueza geral do país, por exemplo). Cada profissional deve identificar a sua. No entanto, existe uma missão especial, que poderia ser a de todos os advogados, independentemente de cada motivador particular.


A sublime defesa da liberdade! A liberdade como expressão plena da vontade humana. Ouso dizer, em tempos de exaltação do coletivismo, a defesa das liberdades individuais, como direito do indivíduo de não sofrer, em nome da sociedade ou da coletividade, nenhuma limitação injusta, desnecessária ou absurda.


O advogado defende a liberdade de seu cliente e de cada indivíduo da sociedade, quando impetra mandado de segurança para proteger o direito líquido e certo violado por ilegalidade e abuso de poder da autoridade.


O advogado defende a liberdade de seu cliente e de cada indivíduo da sociedade quando impetra Habeas Corpus para evitar prisão arbitrária.


O advogado defende a liberdade de seu cliente e de cada indivíduo da sociedade quando ajuiza medidas para resguardar os direitos autorais e assegurar a devida retribuição ao trabalho do autor.


O advogado defende a liberdade de seu cliente e de cada indivíduo da sociedade quando orienta o cidadão sobre como proceder para não infringir o direito alheio e assegurar o próprio.


E, principalmente, o advogado defende a liberdade de seu cliente e de cada indivíduo da sociedade, quando em qualquer processo, juizo ou instância, luta incondicionalmente em favor do devido processo legal.


Em muitas outras searas luta o advogado. Convicto, porque nobre, sublime e insubstituível sua missão. Incansável, porque interminável o seu combate. E, fundamentalmente, livre, porque sob cadeias não se pode defender a liberdade.


Parabéns Advogado!


Um comentário:

  1. Parabens pelo texto.

    Parabens pelo dia do Advogado.

    Douglas

    ResponderExcluir